25/08/21

Só assim dá para mim conseguir que não doa mais

"Só assim dá para mim conseguir que não doa mais" in: Pedro Khima, Esfera  🎼 🎶 ♫ ♪ ♩

18 comentários:

  1. Linda flor e sabe doer essa picada! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Detalhe fotográfico maravilhoso. Abelha e flor, o "casamento" perfeito.
    .
    Votos de um domingo feliz
    Cumprimentos poéticos

    ResponderEliminar
  3. O mel será ainda mais doce… Belíssima a fotografia!
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. As flores destes cardos são bonitas e alegram os campos...

    Excelente foto, Fá! Parabéns.

    Abraço amigo.
    ~~~

    ResponderEliminar
  5. Um cardo muito bem "apanhado"
    gostei da foto
    saúde
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  6. Mais uma excelente foto.
    Também gostei da sugestão musical.
    Querida amiga Fá, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. Tudo muito sugestivo! Há dores prazerosas! Que fazem desejar mais e mais, ainda bem que assim é! Há muitos anos que me perdi de Pedro Khima e por sinal, esta era uma canção que sobressaiu na altura e chamou a minha atenção!

    Até já

    ResponderEliminar
  8. Maravilhosa fotografia.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Às vezes, é difícil, mesmo. Mas a foto está maravilhosa! Meu abraço, amiga; boa semana.

    ResponderEliminar
  10. O meu favorito inseto numa fotografia linda
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Você pode se chamar Fá Menor,
    mas eu sou seu Fã, Maior.
    Beijos e boa noite.

    ResponderEliminar
  12. Uau!!! Amei.

    Beijinhos,
    Vanessa Casais
    https://primeirolimao.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. A magia da atracção, ou o poder do néctar. Maravilha para os olhos e para os sentidos.
    Parabéns.



    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  14. Linda foto.... Mas que bem que pica e faz doer....
    Boa semana

    ResponderEliminar
  15. Muito bem fotografada!!! Linda! Bjs.

    ResponderEliminar
  16. Gostei do enquadramento da foto.
    Tom tropicalista
    🙂

    ResponderEliminar

"um silêncio que subjaz a quaisquer escapes motorísticos e declamatórios. Um silêncio... Este impoluível silêncio em que escrevo e em que tu me lês." (Mário Quintana)